FANDOM


Prólogo:

Quando um dos grandes dragões Deuses apareceu Aequor em 1055 do dia 12 de fevereiro com uma de suas nadadeiras machucadas e extremamente ferido, o povo de Arthas teve o seu primeiro contato com um ser desse nível, no inicio os humanos tentavam desferir ataques no dragão porém obviamente sem sucesso algum, após conseguirem estabelecer uma comunicação o dragão avisou o que estava por vir. Hordas de demônios, mortos-vivos e criaturas mágicas enviadas por Maledictus a humanidade se viu pressionada a lutar com o que estava por vir custe o que custar, porém dois grupos tentaram resistir de maneiras diferentes ao invés de juntar , ambos foram defender seus lares das criaturas e nenhum dos lados tentou ajudar de alguma forma um ao outro. Em port hope liderando o Sol Negro , estava Alexander Lelouch, um guerreiro bravo e destemido que decidiu lutar lado a lado com seus guerreiros para proteger suas terras, mesmo que isso custasse sua vida ele teria decidido que não iria se esconde em nenhum castelo enquanto seus homens sangram. Em Cobblestone estava o nobre Lumen Hertz que embora não fosse tão bravo e guerreiro como Alexander, o mesmo seria extremamente inteligente, Engenhoso e possuía uma vasta riqueza , contatos com a família real de Midguard e teria vindo do norte de Al'threr . Ambos os lugares lutaram bravamente com tudo aquilo que teria sido previamente comunicado por Aequor . Inúmeras vidas foram perdidas nessa guerra pelo futuro da humanidade.

O pós-guerra: Após os eventos ocorridos quando o grandioso Aequor enfrentou as forças de Maledictus junto aos humanos, foi decidido que os humanos seriam abençoados com uma recompensa[1] . Quando questionado sobre tal recompensa o dragão pronunciou as seguintes palavras:

"Encontre a sala da sabedoria e consiga a benção que deixei esperando por ti humano, essa benção é a salvação de tua especie."

Imediatamente em uma medida desesperada muito dos humanos procuraram tentar arrombar uma porta que era ligada a uma seita oculta,acreditando que ali seria tal lugar. Ao perceberem o quão tolo foram decidiram apelar para a igreja. Assim que os primeiros humanos se aproximaram de tal local, foi possível sentirem algo tocando as suas almas, sentiram o calor esvaindo de seu corpo, perceberam que aquele local era mais que uma simples igreja abandonada. Ao mesmo tempo, três figuras encapuzadas observavam a movimentação se aproximando um a um da igreja, as primeiras duas figuras estavam vestindo um robe vermelho e a outra que parecia ser inferior de alguma forma as demais estava usando uma robe preta. Os humanos não conseguiam ver mas as almas dos mortos estavam vagando por aquele local ansiando por algo, felizmente para a alegria dos humanos nada ocorreu. Quando boa parte dos humanos se acumularam no local um das três figuras que estavam ali foi falar com os humanos.

O pedido e a profanação:

Quando questionado sobre a sala da sabedoria o homem com a robe vermelho nada disse, o mesmo permaneceria calado por um bom tempo até que todos parassem com a agitação e dessem espaço para ele se pronunciar sem que fosse interrompido. Após uma longa espera todo ficaram parados aguardando a fala do homem e o mesmo começou:

"-É necessário um sacrifico."

Imediatamente o espanto tomou conta dos homens e eles começaram a indagar a índole do homem e duvidar se estavam fazendo o correto, alguns queriam sacrificar seus semelhantes, nesse momento a maioria dos homens cederam e perderam parte de própria humanidade.

O homem retomou:

"-Eu irei deixar com que pense, em alguns instantes voltarei para receber o sacrifício."

Na sequência o homem saiu de sua forma física e virou uma especie de fumaça preta que saiu voando em direção a uma arvore na qual o homem retornou a sua forma e ficou assistindo os humanos se decidirem dali.

Após algum tempo foi reparado que alguns humanos miravam flechas em direção ao homem misterioso enquanto outros tentavam pedir para ele descer. Após alguma demora o homem desceu e foi ao encontro dos humanos que aparentemente já tinham a resposta para o sacrifício. Várias vozes começaram a gritar para o homem misterioso, distribuindo todo e qualquer tipo de besteiras como:

"-Eu sou o sacrifício!"

"-Mata o felipe texeira!"

"-Amarra ele!"

"-Mata nois tudo" (Sim isso foi dito)

Entre outras coisas que foram ditas a unica que conseguiu a atenção do homem foi a de um humano que possuía olhos profundos e calmos que disse:

"-A alma do meu amigo e grande guerreiro que morreu em combate contra as forças demoniacas: ☀Alexander Lelouch !"

O mago passou a ignorar todos os outros e falou que iria avaliar o corpo e alma de Alexander Lelouch , porém se o mesmo não fosse um sacrifico digno de fato o humano que sugeriu isso iria ser sacrificado em seu lugar. O humano que concordou sem hesitar imediatamente falou o local aonde estava o corpo do guerreiro que teria morrido com honra. Após sair do local com sua habilidade de se transformar em fumaça negra e verificar o corpo de Alexander Lelouch o homem misterioso voltou com a cara esbanjando confiança e um certo respeito dizendo:

"-O seu sacrifício é valido, se prepare que irei-lhe teleportar para a sala."

Alguns humanos ficaram cochichando algo e outros até gritaram:

"-Ele não"

"-Ele vai roubar a recompensa matem ele!"

O humano retrucou:

"-Certo eu vou retirar minha armadu-..." e foi atingido por uma flecha em cheio na cabeça antes que ele ou o homem misterioso pudesse reagir.

Nesse momento os céus escureceu e o tempo foi congelado por ☀Alosh e a linha do tempo foi dividida em duas:

Na linha do tempo original na qual ☀Alosh não via mais salvação , o homem misterioso se demonstrou ser um Mago que ao perceber que a humanidade teria cometido um ritual profano, outrora considerado o maior pecado dentre os humanos apenas por ganancia , fez com que o mago ficasse furioso se perdesse toda a fé no povo de Arthas e lançou a magia proibida do Armagedom. O continente que outrora teria sido rico e cheio de vida, teria se tornado uma terra desolada e sem vida.

Na segunda linha do tempo na qual ☀Alosh conseguiu convencer o Mago a se acalmar (Por meio de sua autoridade divina), O Mago procurou os responsáveis pelo ato que imediatamente se identificaram como os regentes de cobblestone. Ao ver que a ordem teria sido dada por um NOBRE o mago condenou o local a ser amaldiçoado por três eras enquanto também reviveu o Humano morto cujo nome era "Baltasar Draconis" e o ordenou a buscar vingança contra todos aquele que o haviam sabotado.

A maldição:

Com a maldição as minas pareciam não ter mais recursos, criaturas pararam de frequentar a região de cobblestone, mortos-vivos invadiram o castelo da região e as plantações e árvores começaram a apodrecer. Uma escassez de recursos abalou a região fazendo com que a maioria de seus moradores e frequentadores deixassem a região. Com a falta de pessoas , mão de obra , recursos e tudo mais os alvos da maldição também decidiram deixar o local porém sem sucesso, ao saírem de cobblestone os mesmos atrairam a desgraça para o resto dos reinos/domínios que imediatamente começaram a lançar recompensa em cima da cabeça deles.

Epílogo:

Após três eras a maioria dos amaldiçoados já teriam sido abatidos restando apenas um cujo apelido era "Sugar" , já sem apoio de nenhum reino e muito menos dos vilarejos o homem fraco e abatido acabou sendo morto por um qualquer, fazendo com que todo o reinado de cobblestone o qual outrora ele teria pertencido , acabasse sem deixar vestígios. Ao final da guerra duas grandes formas de governo, um reino e um grupo de pessoas acabaram caindo em desgraça e ruína e a unica coisa que foi aprendida pelo povo de Arthas foi:

- "Os justos pagam pela ganancia dos pecadores"


Erro de citação: existem marcas <ref>, mas nenhuma marca <references/> foi encontrada
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.