FANDOM


Al'threr a ilha portuária Editar

Essa ilha está situada no sudoeste do mundo, entre o mar de Gluimi e o mar de Leng'lo. Há uma diferença climática grande pelas extensões da ilha. Os diversos biomas permitiram que uma grande variedade étnica se criasse, possibilitando a presença de grandes civilizações com culturas extremamente diferentes.

A região Central é cercada por montanhas que delimitam seu território. As temperaturas nessa parte da ilha variam entre 10°C a 25°C, sempre estando com um clima abafado. A umidade está apenas em 56%, então é possível notar uma grande quantidade de áreas áridas. A vegetação em maior parte se dá em forma rasteira com a presença de três tipos diferentes de árvore, excluindo a zona perto do rio de Delys, onde a umidade está por volta de 65% e mais tipos de vegetação podem ser encontrados.

A parte norte da ilha é povoada por uma floresta tropical, o clima é quente e úmido durante todas as estações do ano. Sua biodiversidade é grande, em maior parte reconhecida pelo fato de possuir um enorme leque de plantas e animais venenosos. A espécie de serpente mais venenosa se encontra lá, Naja Atra, elas podem atingir até sete metros de comprimento. Por diversos fatores essa é a parte menos populada da ilha.

A parte sul da ilha possuí florestas temperadas ao oeste e planícies ao leste. Ao centro outrora existiu uma grande planície que agora está submergida, após alguns estudiosos descobrirem ruínas de antigas civilizações ela foi nomeada Costa de odelagt de Coblestone. Algumas pequenas extensões de terra ainda estão sobre a área alagada e, durante o período de maré baixa, é possível observar algumas torres de pedra em estado decadente.

A parte leste da ilha é notável por possuir um deserto com características muito semelhantes ao deserto de Dooman do Sul. Duas estruturas enormes, feitas de blocos de arenito, estão presentes no centro do deserto e apenas povoados nômades habitam os mesmos. Não há rios e apenas os oásis e o mar são fontes de água para os habitantes, ainda que a água salgada não possa suprir as suas necessidades básicas e seja trabalhoso a transformar em água potável.

No nordeste da ilha existe um vulcão ativo chamado Quibusvixnatus, seu significado em uma língua rúnica antiga é "Lar do Mal". As terras ao redor do mesmo estão mortas e não há presença de qualquer vegetação, as temperaturas sufocantes de 67°C a 93°C durante o ano não permitiram que qualquer povo fizesse daquele local sua casa. Rumores existem que há presença de mortos-vivos por ali, mas com as altas temperaturas é arriscado qualquer tipo de exploração armada.

Essas terras há muito tempo foram descobertas pela casa de Stonehall, porém alguns exilados vieram a se juntar e formar a casa de Ascelinn. No início eles se concentraram na parte mais costeira da ilha, na bahia de Divititae e lá se formou a primeira cidade. Com o tempo eles se aprofundaram a dentro da ilha, criando a sede da casa de Ascelinn, a cidade de Iustum.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.